Supermercado Brastudo

Supermercado Brastudo

sábado, 25 de março de 2017

Ótica Riveliny teve sua loja arrombada e furtada em Araripina





video


video

A polícia de Araripina está tentando identificar pela imagens das câmaras de segurança da loja um assaltante que arrombou e furtou hoje (25) pela madrugada as instalações da Ótica Riveliny na cidade de Araripina.
Nas imagens o assaltante aparece de boné, camisa azul e tem uma tatuagem no braço esquerdo.



MEC institui modalidade de doutorado profissional

Resultado de imagem para mec
Foi divulgada nesta sexta-feira, 24, no Diário Oficial da União (DOU), a Portaria n° 389, de 23 de março de 2017, do Ministério da Educação, que institui, no âmbito da pós-graduação stricto sensu, as modalidades de mestrado e doutorado profissional. A novidade é para a modalidade de doutorado, até então não existente no Sistema Nacional de Pós-Graduação. A modalidade de mestrado profissional teve início na década de 90 e atualmente conta com 718 cursos em funcionamento.
De acordo com a portaria, as modalidades têm o objetivo de capacitar profissionais qualificados para o exercício da prática profissional avançada e transformadora de procedimentos, visando atender demandas sociais, organizacionais ou profissionais e do mercado de trabalho; de transferir conhecimento para a sociedade, atendendo demandas específicas e de arranjos produtivos com vistas ao desenvolvimento nacional, regional ou local; de promover a articulação integrada da formação profissional com entidades demandantes de naturezas diversas, visando melhorar a eficácia e a eficiência das organizações públicas e privadas por meio da solução de problemas e geração e aplicação de processos de inovação apropriados; além de contribuir para agregar competitividade e aumentar a produtividade em empresas, organizações públicas e privadas.

Títulação

Os títulos de mestres e doutores obtidos nos cursos profissionais avaliados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), reconhecidos pelo Conselho Nacional de Educação (CNE) e homologados pelo Ministro de Estado da Educação, terão validade nacional.

A CAPES terá o prazo de 180 dias para regulamentar e disciplinar, por meio de portaria, a oferta, a avaliação e o acompanhamento dos programas de mestrado e doutorado profissional.
Histórico

Em artigo publicado na Revista Brasileira de Pós-Graduação (RBPG) nº 4, de julho de 2005, está o relato da constituição, no ano de 1995, de uma Comissão que elaborou documento dando origem a uma proposta da Diretoria Colegiada ao Conselho Superior da CAPES, que recebeu o título de “Programa de Flexibilização do Modelo de Pós-Graduação Senso Estrito em Nível de Mestrado” e resultou na Portaria nº 47/95.

Os referidos documentos enfatizavam a importância de implementar programas dirigidos à formação profissional, propondo a implantação, pela CAPES, de procedimentos adequados à avaliação e ao acompanhamento dessa nova modalidade de mestrados no contexto da pós-graduação, preservando os níveis de qualidade alcançados pelo sistema.
Três anos depois, a Portaria nº 80/98 reorganizou e trouxe orientações mais detalhadas quanto aos requisitos e condições de enquadramento das propostas de mestrado profissional, incluindo avanços no entendimento em relação à legislação precedente. As regulamentações foram aperfeiçoadas e novas normas sobre o mestrado profissional foram publicadas. A Portaria nº 389, publicada desta sexta-feira, 24, revoga a de nº 17/2009, que regulamentava os mestrados profissionais até então.
(CCS/Capes)

Ex-presidiário é assassinado a tiros em Araripina

Resultado de imagem para araripina

Um homem, de aproximadamente 22 anos, foi assassinado a tiros na noite desta sexta-feira (24) no município de Araripina, no Sertão de Pernambuco. De acordo com a Polícia Militar, a vítima é um ex-presidiário. Testemunhas disseram que ele foi levado por quatro pessoas encapuzadas.
A abordagem aconteceu próximo a um posto de combustível, que fica no Centro da cidade. Em seguida, o corpo da vítima foi encontrado no Distrito de Lagoa do Barro, com ferimentos causados por tiros. Ainda não há informações sobre os autores ou mesmo qual teria sido a motivação do crime. (G1 Petrolina)

Polícia Civil avança nas investigações da morte do ex-prefeito de Candeias

Resultado de imagem para Polícia Civil avança nas investigações da morte do ex-prefeito de Candeias

O trabalho de investigações do assassinato do ex-prefeito de Candeias do Jamari (RO), Francisco Vicente de Souza, conhecido como Chico Pernambuco, está avançado, segundo o diretor geral da Polícia Civil, Eliseu Muller. O parlamentar foi morto a tiros na noite do último sábado (18), quando chegava na casa onde morava no município, a 25 quilômetros de Porto Velho.
Conforme Eliseu Muller informou à Rede Amazônica, diligências estão sendo realizadas, várias testemunhas já foram ouvidas e a investigação está se afunilando. O diretor não deu detalhes e nem a principal linha de investigação, mas garante que o crime será esclarecido, talvez não dentro do prazo de 30 dias. "(...) Esperamos concluir nesse tempo que nós temos aí de 30 dias. Se não der, vamos pedir prorrogação ao Ministério Público (MP-RO)", explicou.
Segundo Muller, o inquérito continuará sendo coordenado pela delegada Keity Mota, de Candeias do Jamari. Eliseu vai ser o segundo delegado do caso, com apoio de policiais de vários setores da segurança.
"Ela [delegada Keity Mota] conta com o nosso departamento de estratégia e inteligência, ela conta com a Delegacia de Homicídio, ela conta com a Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos, ela conta com o GEI da Sesdec [Segurança, Defesa e Cidadania], que é a Gerência de Estratégia e Inteligência da Sesdec. Ou seja, ela tem todo um aparato que vai possibilitá-la a concluir esse crime complexo que ocorreu naquele município", informou. (G1)

STJ autoriza mulher de Cabral a ficar em prisão domiciliar

Adriana Ancelmo presa

A ministra Maria Thereza de Assis Moura, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), concedeu habeas corpus permitindo que a ex-primeira-dama do Rio de Janeiro Adriana Ancelmo, esposa do ex-governador Sérgio Cabral, fique em prisão domiciliar. A decisão foi divulgada pela corte na noite desta sexta-feira.
Adriana foi presa em 6 de dezembro e levada para o Complexo Prisional de Bangu, Zona Oeste do Rio. Ela é acusada de envolvimento em crimes de corrupção praticados pelo seu marido e outras pessoas. Segundo as investigações, há evidências de que a ex-primeira-dama recebeu dinheiro de operadores financeiros do ex-governador e teria usado seu próprio escritório de advocacia, o Ancelmo Advogados, para lavar dinheiro de propina destinado ao marido. (Veja)

A carne nem é fraca, mas o estrago é forte


Os últimos anos foram celebrados como os melhores para a indústria de carnes do Brasil. Depois de décadas tentando derrubar barreiras de entrada em mercados importantes, os frigoríficos brasileiros conseguiram chancela para vender nos Estados Unidos, China e Japão, por exemplo. Agora, com a revelação dos casos de corrupção de fiscais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e da prisão de funcionários das empresas investigadas, o Brasil pode perder espaços importantes conquistados.
Matéria de VEJA desta semana detalha bastidores da operação montada pelo governo Temer para tentar administrar a crise desencadeada pela operação Carne Fraca, a tentativa diplomática de convencer os parceiros de exportação internacionais a não barrar os produtos brasileiros e a provável dificuldade a ser enfrentada pelo Brasil para continuar negociando acordos comerciais já em andamento. Se a crise continuar na toada em que está e a China e outros principais importadores de carne mantiverem a suspensão das carnes, o prejuízo poderá chegar a 1,5 bilhão de dólares, segundo números apresentados pelo ministro Blairo Maggi, da Agricultura. Apesar de empresas grandes, como JBS e BRF, estarem enroscadas no escândalo, as maiores perdas devem ser dos produtores locais. (Veja)