sábado, 23 de agosto de 2014

PREFEITO DE ARARIPINA ANUNCIA PAGAMENTO SEGURO SAFRA, CONSTRUÇÃO DE UPA, ASFALTO E INAUGURAÇÕES ESF’S


De volta à agenda administrativa, após a morte trágica do ex-governador e amigo - Eduardo Campos, o prefeito Alexandre Arraes (PSB) acompanhado do vice-prefeito Valmir Filho, secretários e vereadores retoma as atividades no município de Araripina com um dia intenso de entrevistas, reuniões com secretários e atendimento ao público.
Na manhã da ultima quarta-feira (20), o executivo municipal esteve concedendo entrevista na Rádio Arari FM, esclarecendo diversos temas ao exemplo do Seguro Safra, do qual a última parcela será paga dentro deste mês de agosto, garantindo a segurança que os agricultores precisam, seguindo o exemplo do compromisso cumprindo no ano passado.

Além disso, o prefeito Alexandre Arraes anunciou as obras que o município vem conquistando. São diversos bairros que já receberam saneamento e calçamento, ruas dos distritos de Nascente, Gergelim e Lagoa do Barro também ganharam o benefício.
O executivo anunciou também a Ordem de Serviço para a construção da Unidade de Pronto Atendimento – UPA 24h, no valor de R$ 2,2 milhões que será assinada pelo gestor nesta sexta-feira (22) e iniciada imediatamente, sonho dos Araripianos conquistada pelo esforço do prefeito Alexandre Arraes.
Além das Estratégias de Saúde da Família – ESF, nos Bairros Zé Martins, Morais, Cavaco, Lagoa de Dentro e Sipaúba que já estão em fase final, de acordo com o prefeito serão inauguradas em Setembro, mês de aniversário da cidade.
Uma das obras mais esperadas pelos moradores do Bairro Aplausos, áreas do Jardim Floripedes, entrada da Vila Bringel até a Vila Mendes e Vila Santa Maria são as obras de Asfalto que serão feitas através da empresa ganhadora da licitação - Lumax Engenharia, que iniciará na próxima segunda-feira (25) quando as máquinas chegarem na cidade, anuncio do prefeito Alexandre Arraes que cumpre mais uma promessa feita na gestão “Unidos por Um Novo Tempo”.
Após a entrevista o chefe do Poder Executivo de Araripina – Alexandre Arraes seguiu em agenda interna com diversas reuniões, entre secretários municipais e coordenadores para colocar novas atividades em dia, seguindo no atendimento ao público.    ASCOM – ARARIPINA (fotos: Gustavo Mendes)

Mulher leva cotovelada brutal e sofre traumatismo em SP




Fernanda Regina Cezar Santiago, de 30 anos, foi agredida com uma violenta cotovelada na porta de uma casa noturna na cidade de São Roque, no interior de São Paulo. Com a pancada, ela sofreu traumatismo craniano e está internada em um hospital em Sorocaba. 
O agressor, o comerciante Anderson Tiago Oliveira, foi preso pela polícia depois que a família da vítima conseguiu imagens de uma câmera de segurança. O vídeo mostra um grupo saindo da casa noturna, quando a mulher começa a discutir com um dos rapazes. Ele se irrita e dá uma cotovelada no rosto da vítima, que cai de costas e bate a cabeça na calçada. Oliveira não prestou socorro.
Parentes de Fernanda conseguiram as imagens gravadas por câmeras de segurança de um estabelecimento comercial. Com base nas imagens e em depoimentos de envolvidos, a Justiça decretou a prisão temporária do agressor por trinta dias. Oliveira disse que reagiu porque foi ofendido. Ele está preso e deve ser indiciado por tentativa de homicídio qualificado.
(Com Estadão Conteúdo)

Melhor apagar

bonner
Bonner: popular no Twitter
Seguido por 5,6 milhões de pessoas no Twitter, William Bonner resolveu levar com bom humor as críticas ao tom incisivo com que abordou os presidenciáveis nas entrevistas do Jornal Nacional. Bonner retuitou em seu perfil na rede social o post de um internauta que o coloca no cartaz da animação Meu Malvado Favorito.
Ontem de manhã, no entanto, o apresentador mudou de ideia e apagou a postagem.
Por Lauro Jardim

Paulo Câmara começa a apresentar biografia no guia eleitoral


Foto: BlogImagem


No guia eleitoral que foi ao ar no início da tarde desta sexta-feira (22), o ex-secretário da Fazenda Paulo Câmara (PSB) começou a apresentar a sua biografia para o eleitorado, como estava planejado para essa fase inicial do programa eleitoral.
O programa trouxe apresentou familiares e amigos dos candidatos elogiando a sua postura como pessoa, lembrou seus tempos de natação e falou sobre a sua formação acadêmica em Economia.
Apesar disso, grande parte do guia ainda foi aproveitado para retomar as homenagens ao ex-governador Eduardo Campos, falecido no último dia 13, com poemas e clipes em vídeo que já haviam sido exibidos.
Além de voltar a ser apresentado como nome da confiança de Eduardo, Paulo Câmara também foi comparado com Pelópidas da Silveira, Miguel Arraes, Jarbas Vasconcelos e Geraldo Julio; como o responsável por dar continuidade ao trabalho da Frente Popular.

Bancos já cortaram 3.600 empregos este ano, aponta pesquisa do Dieese


banco

Nos primeiros sete meses de 2014, as instituições bancárias já cortaram 3.600 empregos. Enquanto os bancos privados e o Banco do Brasil eliminaram postos de trabalho, a Caixa Econômica Federal abriu 1.595 novas vagas no mesmo período. Os dados são da Pesquisa de Emprego Bancário (PEB), divulgada nesta sexta-feira (22) pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), que faz o estudo em parceria com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), com base nos números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho.

De acordo com o levantamento, além do corte de vagas, a rotatividade continuou alta no período. Os bancos contrataram 20.075 funcionários e desligaram 23.675. No total, 17 estados apresentaram saldo negativo de emprego nos primeiros sete meses do ano. As maiores reduções ocorreram em São Paulo, no Rio Grande do Sul, em Minas Gerais e no Rio de Janeiro, com 1.524, 621, 480 e 463 cortes, respectivamente. O estado com maior saldo positivo foi o Pará, com a geração de 208 novas vagas.

A pesquisa mostra também que o salário médio dos admitidos pelos bancos nos primeiros sete meses do ano era R$ 3.303,55, contra o salário médio de R$ 5.216,86 dos desligados. Assim, os trabalhadores que entraram nos bancos receberam valor médio equivalente a 63,3% da remuneração dos que saíram.

A média dos salários dos homens na admissão foi R$ 3.756,96 nos primeiros sete meses do ano. A remuneração das mulheres ficou em R$ 2.829,77, valor que representa 75,3% da remuneração de contratação dos homens. A média dos salários dos homens no desligamento foi R$ 6.000,16 no período, enquanto a remuneração das mulheres era R$ 4.386,33. Isso significa que o salário médio das mulheres no desligamento equivale a 73,1% da remuneração dos homens.

Dilma: reduzir inflação implica cortar gastos sociais

Crítica da presidente-candidata é direcionada ao tucano Aécio Neves; no Rio Grande do Sul, a petista também fez menção indireta a Marina Silva.

Dilma em Novo Hamburgo, em 22/08/2014

A presidente-candidata Dilma Rousseff afirmou nesta sexta-feira ser impossível reduzir a inflação no país sem cortar gastos sociais, em uma crítica ao adversário Aécio Neves (PSDB). "Alguém que falar para vocês que vai reduzir a meta da inflação no dia seguinte tem de cortar programa social. A equação simplesmente não fecha", afirmou a petista, em uma estação de trens metropolitanos de Novo Hamburgo, a 40 quilômetros de Porto Alegre – logo após gravar imagens para sua campanha eleitoral.
A petista também disse que não pretende alterar o fator previdenciário. "Qualquer mudança na Previdência tem de levar em conta a forma pela qual há o envelhecimento da população brasileira. Sem isso, falar 'vou acabar com o fator' ou 'não vou acabar com o fator' é uma temeridade", declarou. O pleito é uma bandeira de sindicalistas, mas não foi encampado por nenhum candidato à Presidência até agora.
A presidente minimizou ainda os números do desemprego divulgados nesta quinta-feira, que mostraram números negativos em três das quatro regiões analisadas pelo IBGE. Dilma afirmou que variações são naturais e insinuou que os dados estão sendo usados como arma eleitoral contra o governo. "É óbvio que tem uso eleitoral dos processos de flutuação", disse ela.


Dilma também listou obras realizadas pelo seu governo e, novamente, fez uma crítica indireta a Aécio Neves e Marina Silva, do PSB. A presidente afirmou que só "quem fez" sabe o que falta fazer. "Quem nunca fez, ou porque não teve oportunidade ou porque quando teve não fez, fica difícil fazer o confronto."
Para gravar imagens que serão exibidas no programa eleitoral, Dilma andou um trecho de duas estações antes de conceder a entrevista coletiva na estação Fenac, inaugurada há quatro meses.  Na saída, ela foi aclamada por um pequeno grupo de militantes, trazidos de ônibus pelo diretório do PT local. À noite, a presidente participa de um comício ao lado de Tarso Genro, governador petista que tenta a reeleição.

Aécio defende elevar investimentos a 24% do PIB até 2018

Para o candidato tucano à Presidência da República, só expansão da capacidade produtiva permitiria melhora da renda do trabalhador.

O candidato à Presidência da República do PSDB, Aécio Neves, visita a ABBR, na Zona Sul do Rio de Janeiro

O candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, afirmou nesta sexta-feira que, se eleito, pretende elevar a taxa de investimento da economia brasileira para o equivalente a 24% do Produto Interno Bruto (PIB) até 2018, quando terminaria seu mandato. A taxa de investimento representa o porcentual gasto em expansão da capacidade produtiva - o patamar atual, de 17%, é considerado um entrave ao desenvolvimento econômico.
Armínio Fraga, coordenador do programa econômico de Aécio e ex-presidente do Banco Central, já criticou a reduzida taxa de investimento da economia brasileira, que mantém gargalos de infraestrutura e limita a expansão do crescimento. O candidato tucano destacou que só a elevação dos gastos em expansão da produção vai permitir a melhora da renda do trabalhador. "Temos de restabelecer a confiança no Brasil com uma política econômica clara, sem esse intervencionismo absurdo que o atual governo faz, para resgatar a capacidade de investimentos da economia. Teremos uma meta de saltarmos a taxa de investimento para algo em torno de 24% do PIB no final do mandato. Só isso vai permitir a recuperação da renda e empregos de maior qualidade no Brasil", afirmou Aécio, após visita ao centro de atendimento da Associação Brasileira Beneficente de Reabilitação (ABBR).
Na visita, em que conversou com pacientes e posou para fotos, Aécio também apresentou o projeto "Brasil Acessível", uma proposta do plano de governo tucano para que o governo federal financie projetos de acessibilidade apresentados por municípios. "É preciso que apoiemos de forma mais expressiva entidades como a ABBR. Vamos criar uma linha de financiamento para compra de equipamentos", afirmou. 
Aécio também informou que vai detalhar, em breve, uma proposta pela qual famílias beneficiadas pelo programa Bolsa Família receberiam um acréscimo na remuneração mensal, quando filhos apresentarem desempenho escolar acima da média, por exemplo. A ação faz parte do projeto "Família Brasileira", que prevê a classificação das famílias beneficiadas por programas sociais não só pela renda mas também por outros tipos de carência. Critérios como o acesso a saneamento e a posse de eletrodomésticos serviriam para classificar cinco níveis de carência. Essa nova classificação permitiria um direcionamento mais preciso de projetos sociais, explicou o candidato. "Uma família com filho, que tenha desempenho escolar acima da média vai receber um bônus do Bolsa Família. O governo do PT se contenta com a administração da pobreza e não quer trabalhar pela superação dela", afirmou

'PSB perdeu seu protagonista. E deve respeitar Marina', diz candidato a vice

Para Beto Albuquerque, não há surpresas diante das tensões entre PSB e Rede. Sobre debandada, é enfático: 'Assessor não disputa eleição'

'NÃO HÁ DEBANDADA' - Candidato a vice Beto Albuquerque minimiza crise no PSB

"Somos fruto de uma tragédia. A morte de Eduardo não foi em vão, ela despertou na sociedade o interesse pelas coisas que estão acontecendo no país"
Filiado ao PSB desde 1986, o deputado gaúcho Beto Albuquerque, de 51 anos, foi escolhido pelo partido para integrar a chapa de Marina Silva ao Planalto como candidato a vice porque preenchia importantes requisitos para a vaga: além de ter sido braço-direito de Eduardo Campos, morto em acidente aéreo na semana passada, tem boa relação com a nova candidata da sigla – que, já é possível perceber diante das baixas na equipe de campanha, está longe de ser unanimidade no PSB. As divergências entre os socialistas e Marina foram escancaradas nesta quinta-feira, com a saída de dois importantes nomes da sigla da campanha presidencial: o secretário-geral do partido, Carlos Siqueira, e o coordenador de mobilização Milton Coelho preferiram abandonar o projeto a lidar com a ascensão da ex-senadora no partido. Ex-coordenador-geral da campanha, Siqueira não só deixou o cargo como o fez disparando pesada artilharia contra Marina. Diante do racha interno, Beto Albuquerque não se diz surpreso: “Quando nos coligamos com a Rede [grupo político de Marina], sabíamos que eles programaticamente têm restrições a doações. Sabíamos que eles não seriam PSB e que não concordavam com alguns palanques”, afirma. E minimiza a saída dos colegas: “Esses cargos intermediários de assessoramento não são mais importantes do que a campanha. Se as pessoas não quiserem ficar, outros assumirão as tarefas. Assessor não disputa eleição”, disse. Além do papel de conciliador, Albuquerque funcionará na campanha como "fiador" de Marina junto ao agronegócio, o deputado tem bom trânsito entre empresas de celulose e produtores de cereais gaúchos.

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Especialistas nos EUA e França veem jato de Campos 'invertido' em vídeo

              

O avião que transportava o candidato à presidência Eduardo Campos e seis outras pessoas pode ter voado "invertido", ou seja, "com a barriga para cima" antes de sofrer a queda, segundo alguns especialistas ouvidos pela BBC Brasil na França e nos Estados Unidos.
O avião Cessna Citation caiu em Santos, no litoral de São Paulo, no dia 13. A BBC Brasil pediu a especialistas em aviação para analisar o vídeo que mostra a aeronave ainda no céu, poucos segundos antes de sua queda.
O vídeo foi divulgado nesta semana por uma afiliada da TV Globo. As imagens do momento da queda foram filmadas por uma câmera instalada em um prédio em construção.


O especialista em aviação Jean Serrat, ex-piloto da Air France e ex-vice presidente do Sindicato Nacional dos Pilotos de Linha (SNPL) da França, acha que o avião estava invertido pouco antes da queda e ressalta que, se isso ocorreu, foi erro de pilotagem.

"É possível pensar que na hora de arremeter (procedimento em que o piloto, durante um pouso que não pode ser efetuado, decide voltar a subir) o avião estivesse a uma velocidade muito baixa em relação ao seu peso", diz Serrat.

"Isso ainda é mais acentuado se o piloto estiver fazendo uma curva para mudar a trajetória", diz Serrat. "Uma asa do avião pode ter perdido a sustentação, fazendo com que o avião virasse e ficasse em posição invertida, caindo de costas em alta velocidade", afirma o especialista, ressaltando que se trata de uma hipótese.

"Como a altitude era muito baixa, o piloto não tinha mais tempo para retomar o controle e fazer manobras para recuperar o voo", acrescenta o ex-piloto.

"Ou o piloto não fez os procedimentos corretos com o flap da asa ou não estava na velocidade adequada no momento de arremeter o avião. O avião caiu em grande velocidade e com ângulo de descida muito superior ao normal", acrescenta.

Para Gérard Arnoux, ex-presidente do Sindicato dos Pilotos da Air France (SPAF), que realizou investigações paralelas sobre o acidente com o voo Rio-Paris da companhia aérea, em 2009, o piloto do Cessna que transportava Campos "perdeu o controle" da aeronave.

"O avião caiu com uma inclinação muito forte e com velocidade muito elevada", diz Arnoux.

Mas diferentemente de outros especialistas ouvidos pela BBC Brasil, Arnoux diz não achar, ao observar as imagens do vídeo, que o avião estivesse invertido no momento da queda.

Líder do governo na câmara de Araripina Francisco Edivaldo concede entrevista esclarecedora


O vereador líder do governo na câmara Francisco Edivaldo, concedeu na manhã dessa sexta feira uma entrevista bastante esclarecedora,  a Martinho Filho, no programa Canal Aberto, onde falou sobre  obras e o seguro safra.
Diante de boatos espalhados por dois sindicalistas, que estão fazendo terrorrismo, entre os agricultores, o vereador garantiu o que o prefeito Alexandre Arraes vem mantendo em dia o pagamento do seguro safra, e que falta apenas a parcela do mês de agosto, que será em dia.
A quadra poliesportiva do distrito de lagoa do Barro,já está bem adiantada, e já sendo construído a parte de vestiários, é uma grande obra, uma quadra coberta, a primeira do distrito.
A praça de eventos, construída em junho, não serve só para eventos a população do distrito tem usada para se exercitar, correr e fazer caminhadas.
Nosso município é muito grande,  e cortado por diversas estradas, importantes para o escoamento da produção, e o prefeito Alexandre Arraes, tem trabalhado muito, com a patrulha rural, fazendo estradas no sertão e nas serras.
Hoje a partir das 17:00h, o prefeito vai assinar a ordem de serviço da UPA 24h, próximo ao hotel Pousada do Araripe, mais uma grande obra para o munícipio na área da saúde, vem somar com todas as reformas dos postos de sáude.